Banner Governo do estado Embasa
Contador
Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Familiares e amigos realizaram manifestação por jovem de 19 anos que foi assassinada na Marechal


    Familiares e amigos realizaram manifestação por jovem de 19 anos que foi assassinada na Marechal
    Foto Gleidson Santos

    Com cartazes pedindo justiça, escrito: "Rebeca Almeida, Presente" e "Rebeca Vive", ocorreu o protesto por Rebeca Almeida de Oliveira, 19 anos, que foi assassinada vítima de tiros na manhã da última quarta-feira (18), realizado ontem (23), na Rua Marechal Deodoro. Familiares e amigos de Rebeca estiveram presentes durante a manifestação.


    O ato foi exigindo resposta rápida e efetiva das autoridades do Estado e do município pelo homicídio de Rebeca que, segundo informações, estava na companhia da mãe, fazendo compras, quando foi surpreendida com uma tentativa de assalto e acabou levando um tiro na cabeça. A rua estava bastante movimentada e o bandido fugiu em uma bicicleta, sem levar o objeto cobiçado. Um celular. A mãe estava com ela e presenciou tudo.


    A família e os amigos pedem a identificação e prisão do assaltante. "Nós queremos justiça pela vida de Rebeca, que foi retirada na frente de sua mãe. Um ato de injustiça com uma pessoa que era boa, uma poetiza que lutava pela vida das mulheres, pela quebra de padrões. Por isso estamos aqui hoje, com raiva, pois a polícia e a prefeitura estão se afastando do caso e silenciando esse momento", desabafa Gabriela Paixão, que era amiga da vítima e uma das idealizadoras da manifestação.


    Segundo ela, a família vem sofrendo muito com a falta de notícias e assistências. "A mãe não come há dias, a família está abalada e abandonada. Ninguém se importa com eles. A polícia falou que estava investigando, olhando as câmeras, mas até agora não há nenhuma informação concreta", conta Paixão.


    Gabriela chamou a atenção também para o número de notícias falsas que vêm sendo compartilhadas nas redes sociais. "Só fica se espalhando boatos de que o ex-namorado de Rebeca ou de Carol - namorada da vítima - que tinha cometido o assassinato, só que isso é mentira. São coisas que estão sendo propagadas de uma forma errada", conclui.


    Desde o último dia 11 de dezembro, a Polícia Militar aumentou o efetivo de policiais no centro da cidade, na Operação Comércio em Paz, com o auxílio da Guarda Civil Municipal. O policiamento é de responsabilidade da 64ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).



    Comentários


    26/12/2019 as 12h12m
    Anonimo escreveu:
    Se fosse um vagabundo que estivesse morto os direitos humanos já tinha se pronunciado
Publicidade
Anuncie Aqui!
Terminal Rodoviário
Banner Positivo
Banner Governo do estado Embasa
Excel Radiador
Colégio Intelecto
Auto Escola Farol
Banner Prefeitura - Mobilidade
Banner - Kamila - Grafica
Auto Peças Brasil
FBI Investigação
Point Cell
Contador
Haste
ACC Material de Construção
Trayler
Capitão
Mariana
Auto Escola Trindade
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos