Banner Governo do estado Obras Regionais
Contador
Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Chinês foragido da Justiça Brasileira é condenado em Feira a mais de 12 anos

    O Júri foi precedido pela juíza Márcia Simões Costa, da Vara de Execuções Penais, tendo o promotor de Justiça Marcel Bittencourt, com o assistente de acusação, advogado Dilson Alberto Lopes e na defesa, os advogados, Felipe Andrade; Marco Aurélio Gomes e Marcos Melo. O réu acabou sendo julgado pelo placar de 4X3


    Chinês foragido da Justiça Brasileira é condenado em Feira a mais de 12 anos
    Foto Gleidson Santos

    O chinês Li Cong Jian, que matou o próprio primo, comerciante, identificado como Peng Shengbo, no dia 20 de outubro de 2007, em um Box no Feiraguay, em Feira de Santana, foi condenado a 12 anos e seis meses de prisão. Ele estava foragido e também não compareceu ao Júri. O julgamento ocorreu durante todo o dia de quinta-feira (29-07-17), no Salão do Júri no Fórum Felinto Bastos.

    O Júri foi precedido pela juíza Márcia Simões Costa, da Vara de Execuções Penais, tendo o promotor de Justiça Marcel Bittencourt, com o assistente de acusação, advogado Dilson Alberto Lopes e na defesa, os advogados, Felipe Andrade; Marco Aurélio Gomes e Marcos Melo. O réu acabou sendo julgado pelo placar de 4X3.


    De acordo com a denúncia, do Ministério Público, no dia do crime, o chinês, Peng Shengbo estava trabalhando no Box de sua propriedade no Feiraguay, na companhia de sua esposa, quando o acusado Li Cong, chegou de arma em punho e deflagrou os tiros pelas costas. Ainda de acordo com o MP, o motivo do crime foi devido uma concorrência comercial, entre os dois, (a vitima e o acusado), disputa de preços das mercadorias. 

    O promotor Marcel Bittencourt, disse que o MP, aguardava a condenação do réu e estava confiante que as teses que apresentou ao corpo de jurado seria acolhidas. “Houve-se um homicídio privilegiado qualificado, o MP mostrou que é imparcial e a justiça foi feita”, frisou o promotor.

    O advogado Marco Aurélio disse que apesar de nãoestá satisfeito com o resultado, mas resaltou que o trabalho da defesa foi feito, já que a decisão da condenação não foi unanime no corpo de jurado, foi uma placar apertado, 4X3. “Agora vamos recorrer no Tribunal de Justiça da Bahia, e na pior da hipótese que conseguiremos diminuir mais essa pena, ou até mesmo conseguir um novo julgamento”, finalizou o advogado.



    Comentários


    30/06/2017 as 16h18m
    FeiraOeste City (cidade sitiada pela bandidagem) escreveu:
    Aqui já tem pouco bandido! Vamos importar da China mais vagabundos kkk MADE IN CHINA !!!
Publicidade
Anuncie Aqui!
Salão
ACC Material de Construção
Auto Peças Brasil
Minas Ceel e Prime Cell
Banner Prefeitura Julho Amarelo
Banner - Kamila - Grafica
Spaço Sorriso
Advogado Sepúlveda
Banner - Hasteg
Jocell
Jobope
FBI Investigação
Auto Escola Farol
Banner Governo do Estado
Colégio Intelecto
Lelinho Toldos
Auto Escola Trindade
Trayler
Fogos Aladim 2
Contador
Capitão
Consorcio de Caminhão
Mariana
Point Cell
Banner Governo do estado Obras Regionais
Banner Governo do Estado
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos