Contador
Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Polícia prende contador que recebia abono de funcionários fictícios

    De acordo com o delegado Adilson Bezerra de Freitas, titular da DT/Amargosa, o contador fazia anotações falsas nas empresas, que contratavam o escritório de contabilidade no qual trabalhava, inserindo funcionários fictícios e, a partir de dados


    Polícia prende contador que recebia abono de funcionários fictícios
    Foto Polícia Civil

    Depois de seis meses de investigações, policiais da Delegacia Territorial (DT), de Amargosa, prenderam, na tarde de segunda-feira (28), o contador Luciano Andrade dos Santos, o “Luciano Contador”, de 38 anos, que se utilizava de empresas, às quais prestava serviços contábeis, para fraudar a União.

    De acordo com o delegado Adilson Bezerra de Freitas, titular da DT/Amargosa, o contador fazia anotações falsas nas empresas, que contratavam o escritório de contabilidade no qual trabalhava, inserindo funcionários fictícios e, a partir de dados constantes nas carteiras de trabalho e numeração do PIS, ele fazia saques do abono salarial e outros benefícios.


    O delegado disse que a investigação descobriu que, por meio de apenas uma empresa familiar, que não possuía empregados, Luciano contratou fraudulentamente 164 funcionários, conseguindo sacar depois de alguns meses o abono salarial de todos eles. “A polícia investiga agora a participação de outras pessoas no esquema”, afirmou o delegado, que já tem a identificação de algumas delas.


    Segundo a polícia, Luciano ganhava um salário mínimo no escritório de contabilidade, mas ostentava uma vida incompatível com a de alguém que detivesse tal remuneração. Ele possuía, por exemplo, um veículo Ford Fusion e uma motocicleta de 600 cilindradas. “Estamos investigando denúncias de que ele também comercializaria drogas ilícitas”, acrescentou o delegado.


    Nas buscas feitas na residência dele, os policiais apreenderam 10 munições para arma calibre ponto 38, 31 carteiras de trabalho, 70 cartões Cidadão, dezenas de cartões do Bolsa Família e da Caixa, CPFs, IPVAs e mais de 400 cópias de documentos de pessoas diversas e anotações do “esquema criminoso”. Um pássaro “azulão, da fauna silvestre e em processo de extinção, também foi apreendido.

    O delegado Adilson Freitas explicou que, inicialmente, Luciano Contador responderá pelos crimes de posse de munição, estelionato, falsidade documental e crime ambiental, permanecendo custodiado na carceragem da DT/Amargosa, à disposição da Justiça. Uma cópia do procedimento será encaminhado à Polícia Federal.



Publicidade
Anuncie Aqui!
FBI Investigação
Auto Escola Farol
Haste
Trayler
Colégio Intelecto
PMCEL
Auto Peças Brasil
ACC Material de Construção
Terminal Rodoviário
Auto Escola Trindade
Banner - Kamila - Grafica
Banner Natal Encantado
Baner Alex
Point Cell
Spaço Sorriso
Contador
Capitão
Jobope
Mariana
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos