Contador
Em cima da hora:
Baile Municipal de Bezerros vende ingressos para show de Araketu
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Professora é vítima de fake news após operação da PF


    05.12.2019 17h44m
    Recomendar
    Professora é vítima de fake news após operação da PF
    Foto Divulgação

    Erika Teles Cordeiro Mineiro, de 43 anos, teve sua imagem divulgada nas redes sociais com uma das pessoas que foram presas durante a Operação Assepticus, da Policia Federal, que teve como objetivo desarticular organização criminosa especializada em fraudes contra instituições bancárias. Porém, a exposição se trata de uma fake news: Erika nada tem envolvimento com o caso.

    Segundo a professora do Colégio Assis Chateaubriand e na Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, ela não tem ideia de como a foto foi parar na internet. “Estava em casa hoje pela manhã, e fui surpreendida nas redes sociais ao ver minha foto, com outro nome, sendo indicada como uma pessoa que já está presa envolvida como sendo funcionária da Caixa Econômica Federal. Não sou funcionária da Caixa, não estou envolvida com esse grupo. Sou professora", afirma a vítima.

    Erika que tem quatro filhos, é casada e possui residência fixa em Feira de Santana, conta que nunca se imaginou vivendo uma situação tão constrangedora como essa. "Foi horrível. Eu nunca tive uma sensação parecida. Meu corpo todo tremia, passei mal na hora. Foi constrangedor para toda a minha família, meus filhos choraram, minha mãe passou mal. Foi uma sensação que eu nunca pensei em passar", desabafa a professora.

    A professora buscou providencias imediatamente, se dirigindo a delegacia, no Complexo do Sobradinho, onde a mesma deu queixa de Calunia e Difamação por ter sua imagem vinculada às prisões. Erika também informou a equipe do Jornal Folha do Estado, que o próximo passo seria fazer um boletim de ocorrência na PF. “Irei a Policia Federal onde também darei queixa. Agora é providenciar saber do advogado para descobrir de onde partiu essa imagem, processar quem fez e tentar descobrir de que maneira e porque vincularam minha imagem a esse caso”, conclui ela, pedindo justiça e explicações do caso.

    A operação

    A Polícia Federal deflagrou na manhã de quarta-feira (4), a Operação Assepticus em Feira de Santana, com o objetivo de desarticular organização criminosa especializada em fraudes contra instituições bancárias.

    As investigações iniciaram a partir de provas e colaborações premiadas obtidas na Operação Ali Babá, deflagrada em julho de 2016, e apontam a participação de servidores públicos e despachantes em desvios que superam os dez milhões de reais.

    Conforme apurado, os investigados forjavam contratos sociais e outros documentos com dados falsos, simulando a existência de faturamentos e rendimentos de grande monta, que, com a conivência de funcionários das instituições financeiras, possibilitavam a obtenção de empréstimos vultosos que jamais eram quitados.

    Cerca de 100 policiais federais cumprem oito mandados de prisão preventiva e 29 mandados de busca nas cidades de Feira de Santana, Salvador, Santa Bárbara e Catu, todas na Bahia, além de Fortaleza, no Ceará, expedidos pela 1a Vara Federal de Feira de Santana.

    Os investigados irão responder pelos crimes de organização criminosa, estelionato, corrupção ativa e passiva, crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro.


     



  • Traficante é flagrada com R$ 33 mil em espécie na RMS


    05.12.2019 17h42m
    Recomendar
    Traficante é flagrada com R$ 33 mil em espécie na RMS
    Foto Divulgação

    Pouco mais de R$ 33 mil reais em espécie foram apreendidos, por guarnições da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Lauro de Freitas), na quarta-feira (4). Além do dinheiro, porções de entorpecentes foram também encontradas com Angeline Duarte.

    A criminosa foi surpreendida, no bairro de Portão, município de Lauro de Freitas, após os militares receberem uma denúncia anônima. Com ela foram apreendidos R$ 33,1 mil em espécie, 60 trouxas com cocaína, pinos para embalar entorpecentes e uma balança.

    Segundo o comandante da 52ª CIPM, major Everton José Monteiro Leal, havia uma movimentação muito estranha próxima a casa de Angeline. “O Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) foi averiguar e localizou a criminosa com essa grande quantia em dinheiro e drogas”, explicou. Ainda segundo o oficial, ela confessou que integra uma organização criminosa e que era responsável pelo transporte do dinheiro ilícito.

    Angeline foi encaminhada para a 34ª Delegacia Territorial de Portão e autuada por associação ao tráfico. “Ela contou que recolhe o dinheiro para o chefe do tráfico de Portão e que mantinha contato com presidiários. O telefone dela está apreendido e passará por perícia”, explicou a titular da 34ª Delegacia Territorial de Portão, delegada Andrea Barreto Arrais.

    Outro flagrante

    Ainda na quarta-feira, no período da noite, a 52ª CIPM alcançou mais um criminoso. Desta vez, Clésio Vinícius Santos foi encontrado com um revólver calibre 32, em Vilas do Atlântico. Ele informou que utilizaria a arma para praticar roubos.


    "Recebemos a informação de que indivíduos estavam praticando assaltos na localidade de Vilas. Intensificamos o policiamento na região e conseguimos capturar um deles”, afirmou.


    Clésio foi encaminhado para a 23ª Delegacia Territorial de Lauro de Freitas e autuado por porte ilegal de arma de fogo.



  • DHPP prende mais dois homicidas


    05.12.2019 17h40m
    Recomendar
    DHPP prende mais dois homicidas
    Foto Gleidson Santos

    Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), prenderam mais dois homicidas após cumprimento de mandado de Prisão Preventiva, expedido pela Vara do Júri da Comarca de Feira de Santana.

    Os homicidas foram identificados como: Rogério da Silva estrela, conhecido mais com Ró e Marcelo da Silva Amorim.

    Segundo informações da DHPP, a dupla, Rogério e Marcelo teriam matado o jovem Valtemcy Guedes Santos Silva, no dia 22-07-2019, na Rua São João no bairro Tomba, pela motivação de vingança.


    Após a prisão dos dois, os mesmos foram recambiados para o Conjunto Penal de Feira de Santana.
     



  • Dois homicídios registrados na noite de quarta em Feira de Santana


    05.12.2019 11h02m
    Recomendar
    Dois homicídios registrados na noite de quarta em Feira de Santana
    Foto Divulgação

    A Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), registrou dois homicídios ocorridos na noite de quarta-feira (04-12-19). Os crimes aconteceram nos bairro Tomba e no bairro Aviário, em Feira de Santana.

    Tomba

    O jovem Lecival Ribeiro de Souza Teixeira, de 23 anos, foi assassinado no início da noite de quarta-feira, por volta das 18 horas, na frente de uma residência na Rua Josafá do Carmo, no bairro Tomba. Ele foi morto com quatro tiros que acertou na barriga, coxa esquerda e braços.

    Aviário


    Um homem ainda não identificado foi assassinado com vários tiros por volta das 20 horas de quarta-feira, em um residencial no bairro Aviário. Segundo informações, criminosos invadiram o apartamento da vítima e o assassinaram na cozinha.


    Policiais do Serviço de Investigação da DHPP, sob o comando do delegado Fabrício Linard, compareceram aos locais dos crimes e realizaram os levantamentos cadavéricos. Os corpos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).
     



  • Reforço de 25 mil plantões garantirá segurança de baianos e turistas


    04.12.2019 18h23m
    Recomendar
    Reforço de 25 mil plantões garantirá segurança de baianos e turistas
    Foto Divulgação

    Áreas e pontos turísticos das principais cidades baianas receberão, a partir desta quarta-feira (4), reforço no policiamento ostensivo e preventivo durante a Operação Verão 2019/2020, que segue até o dia 29 de fevereiro do próximo ano. No esquema especial lançado pelo Governo do Estado, na praça do Jardim dos Namorados, na capital, serão investidos mais de R$ 2,7 milhões em 25 mil plantões extras. Durante a Operação verão, a Polícia Militar empregará 23 mil policiais, o Corpo de Bombeiros 3.175 e a Polícia Civil 327 servidores a mais, totalizando 25,502 profissionais.

    Destino de brasileiros e estrangeiros atraídos pela gastronomia, extensa orla marítima e diversidade cultural, a Bahia terá serviços de segurança reforçados com o apoio de viaturas de duas e quatro rodas, aeronaves, lanchas, jet skis, unidades de atendimento pré-hospitalar, autobombas tanques, além de animais da polícia montada e cães especializados em busca de pessoas e de materiais ilícitos.


    Também serão empregados guarda-vidas, mergulhadores e equipes de busca e salvamento. O público do exterior contará com policiais bilíngues em pontos turísticos e áreas de trânsito, como Pelourinho e Aeroporto. As unidades de registro de ocorrências especializadas, a exemplo da Delegacia de Atendimento ao Turista, e territoriais terão efetivo fortalecido.


    O subsecretário da Segurança Pública, Ary Pereira de Oliveira, enfatizou que praias, rios, sítios históricos, museus e principais eventos musicais que encerram o ano e antecedem o carnaval serão monitorados pelas forças policiais. “Estamos reforçando para que o cidadão aproveite o verão com tranquilidade e tenha, se necessário, o apoio policial de forma célere”, afirmou o gestor.


    Entre as cidades e localidades litorâneas beneficiadas com o apoio policial estão: Salvador, Lauro de Freitas, Porto Seguro, Arraial D' Ajuda, Trancoso, Santa Cruz de Cabrália, Santo Amaro, Morro de São Paulo, Vera Cruz, Itaparica, Itabuna, Ilhéus, Vitória da Conquista, Juazeiro, Paulo Afonso, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Senhor do Bonfim e muito mais.
     



  • Casal é baleado durante assalto no Irmã Dulce


    04.12.2019 18h18m
    Recomendar
    Casal é baleado durante assalto no Irmã Dulce

    Um casal (nome não revelado) foi baleado durante um assalto na manhã de quarta-feira (04-12-19), 10:30, em um mercadinho localizado na Rua Rio Tapajós, bairro Irmã Dulce, em Feira de Santana. O homem e esposa são proprietários do mercadinho e no momento dos disparos estavam trabalhando.

    Segundo informações, o casal se encontrava no interior do mercadinho, quando criminosos chegaram e anunciaram o assalto. Mesmo após o homem entregar dinheiro e outros pertences aos bandidos, foi baleado com tiro no braço e a esposa com tiro no peito de raspão. Eles foram socorridos para uma unidade hospitalar e encontram-se fora de risco.


    Testemunhas contaram a polícia, que os assaltantes: são dois homens altos, de cor morena, trajando bermuda. Eles fugiram pela Avenida Presidente Dutra, em sentido à BR 324, sentido Salvador a bordo de um veículo Etios sedan, de cor prata, com a placa FCS-6283.

    Até o fechamento desta edição os criminosos não foram presos e nem identificados.



  • Empresários, gerentes da Caixa, despachantes são presos em Feira de Santana] durante operação da PF


    04.12.2019 14h16m
    Recomendar
    Empresários, gerentes da Caixa, despachantes são presos em Feira de Santana] durante operação da PF
    Foto Gleidson Santos

    A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (4), a Operação Assepticus, com o objetivo de desarticular organização criminosa atuante na região de Feira de Santana, Bahia, especializada em fraudes contra instituições bancárias.

    As investigações iniciaram a partir de provas e colaborações premiadas obtidas na Operação Ali Babá, deflagrada em julho de 2016, e apontam a participação de servidores públicos e despachantes em desvios que superam os dez milhões de reais.

    Um dos federais que participou da operação que não quis ser identificado, afirmou para reportagem do Polícia é Viola que dentre os presos tem gerentes de agencia da Caixa Econômica Federal; empresário e sua esposa no ramo de vendas de veículos; funcionário da Receita Federal e Despachantes, todos em Feira de Santana.

    “Não podemos dar nomes dos presos, mas aqui em Feira foram presos um casal de empresário e gerentes da Caixa Econômica, inclusive gerente geral de uma das agências. Também gerentes de outras instituições financeiras como BNB de Salvador e outro de uma agencia em Fortaleza”, contou o federal.

    Trabalho Investigativo

    Conforme apurado, os investigados forjavam contratos sociais e outros documentos com dados falsos, simulando a existência de faturamentos e rendimentos de grande monta, que, com a conivência de funcionários das instituições financeiras, possibilitavam a obtenção de empréstimos vultosos que jamais eram quitados.


    "Foi uma operação em conjunto com o Ministério Público Federal em Feira de Santana. Os suspeitos constituíam contratos sociais, com nomes falsos, superfaturavam rendimentos de empresas e obtinham com a participação de servidores públicos a liberação de empréstimos e financiamentos vultuosos que causaram em média prejuízo de R$ 10 milhões", disse o delegado da Polícia Federal, Wal Goulart.

    "A maior parte da organização criminosa é sediada em Feira de Santana, temos uma ramificação em Fortaleza, Salvador, Catu e em Santa Bárbara. O escritório de contabilidade onde eram produzidos os documentos fica aqui. Oito presos foram conduzidos de forma imediata, em prisão preventiva", completou.

    Procuradora da PGR

    O Procurador-Geral da República, Samir Nachef, afirmou durante coletiva de imprensa na sede da Polícia Federal em Feira de Santana, que boa parte das instituições bancárias lesadas é de Feira de Santana e que funcionários delas, envolvidos no esquema, eram peças-chaves das aplicações dos golpes.


    “Durante a operação que ocorreu em 2016, o foco eram particulares que davam golpes em instituições bancárias. As investigações continuaram e descobrimos que, além dos particulares, havia participação de alguns funcionários. Não podemos falar ainda o nome dessas pessoas, nem as instituições bancárias porque as operações estão em andamento, mas descobriu-se que esses funcionários eram peças-chaves do esquema”.


    “Graças à atuação deles que empréstimos vultosos eram liberados e nem uma garantias. Empresas de fachadas que não existiam na vida real, não tinham uma sede, nem funcionários, eram criadas do dia para noite e com essas inúmeras documentações falsas e a participação desses funcionários das agências de instituições financeiras, empréstimos vultosos eram realizados”, indagou o procurador.
    A Operação


    Cerca de 100 policiais federais cumprem oito mandados de prisão preventiva e 29 mandados de busca nas cidades de Feira de Santana, Salvador, Santa Bárbara e Catu, todas na Bahia, além de Fortaleza, no Ceará, expedidos pela 1a Vara Federal de Feira de Santana.

    Os investigados irão responder pelos crimes de organização criminosa, estelionato, corrupção ativa e passiva, crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro.

      



  • Lavrador morre vítima de atropelo em Humildes


    04.12.2019 14h01m
    Recomendar
    Lavrador morre vítima de atropelo em Humildes

    Adilson da Silva Santos, 51 anos, morreu por volta de 4h da madrugada desta quarta-feira (4-12-19), na BR-101, próximo ao Posto Coqueiro, distrito de Humildes, em Feira de Santana.

    O corpo do lavrador foi encontrado com escoriações às margens da rodovia e a polícia suspeita de atropelamento. A vítima morava na localidade da Salgadeira, em Humildes.

    O corpo da vitima foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).



  • Baiano vítima de ação policial em São Paulo era de Maracás


    03.12.2019 18h33m
    Recomendar
    Baiano vítima de ação policial em São Paulo era de Maracás
    Foto Divulgação


    O jovem baiano Mateus dos Santos Costa 23, morto pisoteado durante uma intervenção da Polícia Militar, em Paraisópolis, São Paulo, será enterrado em sua cidade natal, Maracás, localizada na Mesorregião do Centro-Sul Baiano. Mateus foi morar em São Paulo em busca de emprego, ele vendia produtos de limpeza na comunidade.


     A intervenção ocorreu na madrugada do último domingo (01-12-19) quando jovens, que estavam em um baile funk, foram encurralados em um beco da comunidade de Paraisópolis. Nove pessoas, entre 14 e 23 anos, morreram na ação. A PM alega que as mortes ocorreram após uma perseguição policial seguida de tiros, mas os moradores da região acusam de emboscada.


    As vítimas foram identificadas como: Marcos Paulo Oliveira dos Santos, de 16 anos; Bruno Gabriel dos Santos, de 22 anos; Eduardo Silva, de 21 anos; Denys Henrique Quirino da Silva, de 16 anos; Mateus dos Santos Costa, de 23 anos; Gabriel Rogério de Moraes, 20 anos; Luara Victoria de Oliveira, 18 anos; Homem não identificado 1, de aproximadamente 28 anos e Homem não identificado 2, de aproximadamente 18 anos

    A Turbulência da PM Paulista

    Nove pessoas, sendo uma mulher e oito homens, morreram pisoteadas durante um baile funk na comunidade de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, na madrugada deste domingo (1º), depois de uma perseguição policial seguida de tiros, segundo a Polícia Civil. Pelo menos 20 pessoas ficaram feridas, e duas foram internadas.


    Ainda de acordo com a polícia, agentes do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) realizavam uma Operação Pancadão na comunidade – a segunda maior da cidade, com 100 mil habitantes – quando foram alvo de tiros disparados por dois homens em uma motocicleta. A dupla teria fugido em direção ao baile funk ainda atirando, o que provocou tumulto entre os frequentadores do evento, que tinha cerca de 5 mil pessoas.


    No entanto, a mãe de uma adolescente de 17 anos que estava no local e foi agredida com uma garrafa disse que os policiais fizeram uma emboscada para as pessoas que estavam no baile.

    A jovem ferida durante a confusão descreveu o momento em que foi atingida. "Eu não sei o que aconteceu, só vi correria, e várias viaturas fecharam a gente. Minha amiga caiu, e eu abaixei pra ajudá-la", afirmou.

    "Quando me levantei, um policial me deu uma garrafada na cabeça. Os policiais falaram que era para colocar a mão na cabeça."
     



  • Revista em penitenciária encontra itens proibidos


    03.12.2019 18h17m
    Recomendar
    Revista em penitenciária encontra itens proibidos
    Foto Divulgação

    Uma operação conjunta entre a Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira e a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) encontrou facas artesanais, celulares e outros itens durante revista no Conjunto Penal de Valença, na segunda-feira (2).

    A vistoria foi realizada nas celas do Pavilhão B com objetivo de controlar a rotina na carceragem. De acordo com o comandante da unidade especializada da PM, major Ricardo Silva, foram encontrados 18 chunchos (pedaços de ferro pontiagudos usados como arma branca), duas facas artesanais, 11 aparelhos celulares, três cabos USB, duas baterias, 135 gramas de maconha e 60 gramas de cocaína.

    “Todo material retirado das celas foi entregue à direção da unidade, que realizará os procedimentos legais cabíveis”, revelou o major.



  • Arma e drogas apreendidas em Ribeira do Pombal


    03.12.2019 18h13m
    Recomendar
    Arma e drogas apreendidas em Ribeira do Pombal
    Foto Divulgação

    José Raimundo Cipriano Ferreira, 39 anos, foi capturado na noite de segunda-feira (2), por integrantes da Companhia Independente da Polícia Militar (Cipe) Nordeste, com arma, R$ 2.383 mil em espécie e drogas no município de Ribeira do Pombal

    Natural de Paulo Afonso, o criminoso, encontrado no bairro Pombalzinho, estava de posse de um revólver calibre 32, munições, papelotes de cocaína, uma balança, um caderno de anotações sobre o tráfico e R$ 2.383 mil. José Raimundo foi atuado na Delegacia Territorial de Euclides da Cunha por tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

    Cipe Chapada

    O traficante Ronilson Oliveira Arruda foi encontrado por equipes da Cipe Chapada, em um terreno baldio situado na rua 13 de Maio, em Itaetê, com 36 buchas de maconha, nove embalagens para entorpecentes, uma espingarda de fabricação artesanal e uma faca. O criminoso foi conduzido para a Delegacia Territorial do município.



  • Agente Penitenciário é preso quando passava drogas para Presidio e Mata Escura


    03.12.2019 18h12m
    Recomendar
    Agente Penitenciário é preso quando passava drogas para Presidio e Mata Escura
    Foto Divulgação

    Um agente penitenciário que não teve o nome divulgado foi preso em flagrante após entregar cerca de 1 kg de maconha para uma mulher que iria visitar um detento no presídio da Mata Escura, em Salvador, nesta segunda-feira (2).

    Segundo a polícia, o agente público entregou a droga escondida dentro de uma sacola no momento em que a mulher passava pelo processo de revista para entrar no complexo penitenciário.

    Ainda segundo a polícia, dentro da mochila do agente foram encontradas três facas do tipo peixeira embaladas que possivelmente seriam entregues aos detentos. Além disso, no bolso dele foi achada a quantia de R$ 1.628,00.


    O crime foi registrado no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).
    Informações Bocão News
     



Publicidade
Anuncie Aqui!
PMCEL
Auto Escola Trindade
Banner - Kamila - Grafica
Mariana
Banner Natal Encantado
Spaço Sorriso
Haste
FBI Investigação
Auto Peças Brasil
Jobope
Contador
Baner Alex
Point Cell
Auto Escola Farol
Terminal Rodoviário
Capitão
Trayler
Colégio Intelecto
ACC Material de Construção
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Eventos